Skip to content

A sinusite é uma das moléstias mais comuns relacionadas ao sistema respiratório. Sobretudo no inverno, muita gente sofre com os sintomas da doença, que são bastante desagradáveis. Assim como acontece com outras patologias, a doença pode se apresentar de forma aguda ou crônica.

 

Essa enfermidade é a infecção e inflamação das mucosas dos chamados seios da face. Os seios da face (também denominados de seios perinasais)  são espaços na parte interior dos ossos do crânio e da face. Se você tem esse problema, saiba a seguir seus principais tipos, causas e sintomas, além de entender como ela é diagnosticada.

 

Principais sintomas

 

A causa do desconforto é o acúmulo de secreção nos seios da face, como já pontuamos anteriormente. Esse acúmulo ocorre quando o organismo sozinho não consegue excretar, por meio da tosse, o muco produzido.

 

Assim, em um quadro de sinusite podem ocorrer os seguintes sintomas:

 

  • Congestão nasal;
  • Coriza;
  • Dor de cabeça ou na face, geralmente forte e pulsátil, ou ainda como uma pressão;
  • Tosse, sobretudo ao se deitar;
  • Febre.

 

Em crianças pequenas é importante perceber se a criança apresenta outros sintomas, como irritabilidade e sonolência além do normal ou fora dos horários habituais de sono. Deve ser observado, ainda, se a criança está se alimentando bem e aceitando líquidos normalmente. Em bebês que se alimentam de leite materno também é importante observar se estão com dificuldades para mamar.

 

Como podemos ver, os sintomas da sinusite podem ser facilmente confundidos com o da gripe ou de um resfriado comum. Daí a importância de procurar um profissional especializado para obter o diagnóstico correto.

 

Tipos de sinusite, de acordo com a causa

 

Confira a seguir as principais causas para o aparecimento da inflamação, sendo também seus principais tipos (sinusite viral, alérgica e bacteriana):

 

  • Vírus: essa é a causa mais comum para a sinusite e aparece devido a um resfriado. Geralmente os sintomas não chegam a ser muito severos, podendo apresentar dor de garganta e espirros;
  • Alergia: a sinusite alérgica ocorre quando os portadores de rinite alérgica tem uma crise ou tiveram contato com agentes alergênicos (mofo, muito frio, baixa umidade do ar etc);
  • Bactérias: a sinusite causada por bactérias é bastante rara (incidência de cerca de 2%) e inclui febre alta e sintomas persistentes por mais de 10 dias.

 

Sabendo as principais causas e sintomas, vamos agora entender como acontece o diagnóstico.

 

Diagnóstico

 

O médico otorrinolaringologista é o profissional indicado para realização do diagnóstico de sinusite. Na presença dos sintomas esse profissional fará o exame clínico. Além da anamnese do paciente (entrevista que serve como ponto de partida para o diagnóstico), o médico irá examinar o interior da cavidade nasal para identificar a presença de pólipos ou outras características que podem contribuir para o aparecimento da doença.

 

O profissional ainda poderá dar leves batidas na face para verificar o som produzido (se soa oco, ou há sinais de obstrução).

 

Por fim, também poderá ser solicitado o exame de raio x. Por meio do raio x o médico irá verificar se os seios da face se encontram livres ou obstruídos por secreção. Contudo, é importante salientar que nem sempre será necessária a realização de exame de imagem para diagnosticar precisa e corretamente a sinusite.

 

O otorrinolaringologista poderá, juntamente com o exame clínico, analisar o histórico médico do paciente e chegar a um diagnóstico preciso.

 

Agora você já sabe: na dúvida, procure um médico otorrinolaringologista, esse é o profissional mais adequado para orientá-lo no caso de suspeita de sinusite.

Deixe seu Comentário





Scroll To Top